Guia do Trabalho Feminino da IPB

Por Secretaria de Comunicação e Marketing 12/05/2015

Informações destacadas entre as mudanças.O antigo MUSI foi substituído pelo GTSI – Guia de Trabalho das Sociedades Internas da IPB. Abaixo as principais mudanças na dinâmica do Trabalho Feminino.

RESUMO DAS MUDANÇAS - GUIA DO TRABALHO FEMININOI

ABRA AQUI O RESUMO EM SLIDES

 

41 comentários

  1. Mariza Vasconcellos disse:

    Podemos marcar todas as reunioes de oraçaõ que as socias participam no envelope?

  2. Roseane disse:

    Bom dia queridas , gostaria de saber se uma mulher membro de outra denominação pode ser sócia da saf?

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida Roseane,
      No GTSI está escrito:
      Art. 2º
      A SAF será composta por sócias. As sócias serão membros da Igreja local ou nos demais casos a juízo do Conselho.

      Não há um proibição. Em minha SAF tivemos por muitos anos uma irmã da IP Independente como sócia. Ela era crente fiel de conduta irrepreensível. O Conselho da igreja aprovou que ela fosse recebida como membro da SAF.
      Foi sócia incansável até seus últimos dias.
      Será mais adequado que esta consulta deva ser feita ao Conselho da igreja.

      Abraço,
      Sandra Gaio

  3. Roseane disse:

    Bom dia querida graça e paz na minha igreja tem uma adolescente de 13 anos que já é membro e quer ser sócia da Saf , com quantos anos pode uma mulher ser sócia?

    • ANA MARIA PRADO disse:

      Querida Roseana
      Deus a abençoe
      Considero muito especial que essa irmã querida, uma auxiliadora tão jovem, já tenha em seu coração uma vontade especial de servir a Jesus na SAF.
      Veja o que menciona o GTSI na Parte Comum:
      CAPÍTULO II
      Da Organização e dos Sócios
      Art. 3º – As Sociedades Internas locais deverão ser organizadas pelo Conselho da Igreja obedecendo
      às disposições constantes nas partes específicas de cada Sociedade.
      […]
      Art. 4° – As Sociedades Internas obedecerão as seguintes faixas etárias para seus sócios:
      a) UCP = de 6 a 11 anos;
      b) UPA = de 12 a 18 anos;
      c) UMP = de 19 a 35 anos;
      d) SAF e UPH = a partir dos 18 anos.
      § 1º – As faixas etárias são ponto de referência adaptáveis às realidades locais ou regionais, à critério do Conselho da Igreja ou Presbitério, enquanto não houver as Sociedades ou Federações específicas organizadas.
      Com base no exposto, converse com o seu Conselho e veja o que eles a permissão.
      Porque deve ser observado se não existe uma Sociedade Interna na qual ela possa ser incluída.
      Também as irmãs da SAF precisam avaliar que ela sendo sócia teria deveres e direitos os quais estão no GTF.
      Por exemplo, votar e ser votada para cargos da Diretoria e nomeada para cargos das Secretarias e Departamentos, e essa possibilidade requer um cuidado especial e a conclusão de que ela só poderá mesmo exercer esses cargos com 18 anos.
      Orem muito, falem com o Conselho e se cerquem de certeza de que ela não deverá ter cargos que não estejam na medida de sua capacidade e condições como uma menor.
      Poderá até acompanhar a SAF, estar na SAF, trabalhar nos desafios da SAF, mas exercer cargos na SAF, requer um pouco mais.
      No site da SAF (www.saf.org.br) tem o GUIA DO TRABALHO FEMININO inclusive um power point sobre o GUIA TF.
      Jesus as conduza e avante com o coração contrito e alegre para fazer os serviços que Jesus nos mandar fazer para glorificar a Deus.
      Com fraterno carinho e um abracinho
      Ana Maria

  4. Regiane da C X Silva disse:

    Gostaria de esclarecimentos sobre o ano eclesiástico, se coincide como o ano civil ou ainda contar-se de novembro a outubro de cada ano?

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida,
      Foi publicada na SAF em Revista do 2o trimestre de 2015 a seguinte informação:
      Houve alteração no ano eclesiástico da IPB, que passou a ser de 01 de janeiro à 31 de dezembro, conforme o ano civil, e estará em vigor para o nosso trabalho também a partir de janeiro de 2015. Essa resolução do SC/IPB deve ser observada também pelas SAFs, Federações e Sinodal, pois vai influenciar no prazo para o envio do Relatório da CNSAFs para a Secretária Geral do TF., a fim de que ela faça chegar à Secretaria Executiva do SC/IPB o Relatório da CNSAFs.
      Esta informação está em nosso site em http://www.saf.org.br/novos-formularios-de-estatistica/
      Abraço,
      Sandra Gaio

  5. Naligia disse:

    Gostaria de saber se pra ser sócia da saf tem que ser membro da igreja?

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida Naligia,

      Segundo o GTSI:

      Art. 2º – A SAF será composta por sócias. As sócias serão membros da Igreja local ou nos demais casos a juízo do Conselho.
      § 1º – Sempre que possível, as atividades da SAF devem incluir todas as mulheres da Igreja.
      § 2º – Não havendo SAF numa Igreja ou congregação, as mulheres presbiterianas que tenham interesse em participar da SAF, poderão ser arroladas como sócias de outra SAF, desde que tenham autorização do Conselho da Igreja da SAF que as recebe. As referidas sócias não poderão concorrer a cargos na Diretoria.

      Abraço,
      Sandra Gaio

  6. Arquiléia Vasconcelos disse:

    gostaria de saber se existe alguma regra para a confecção da bandeira da SAF. espero que me ajudem
    .

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida,
      As regras estão no site.
      Na página inicial, na faixa rosa em cima, clique em quem somos Vai aparecer uma lista de opções. Clique em Nossas bandeiras . Ali estão as regras.
      Abraço,
      Sandra Gaio

  7. Arquiléia Vasconcelos disse:

    gostaria de saber se existe alguma regra para a confecção da bandeira da SAF.

  8. amara marque disse:

    Gostaria de saber com quantas sócias se começa uma saf.

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida Amara,
      A partir de 5 sócias já se pode formar uma SAF, sempre com a aprovação do Conselho da igreja.
      Neste caso a diretoria será composta pela presidente, secretária e tesoureira.

      Abraço,
      Sandra Gaio

  9. Eunecyr Serafim de Oliveira Bragança disse:

    Gentileza me esclarecer os seguintes tópicos, em relação às mudanças ocorridas no GTSI e que entrarão em vigor em 2016:
    Pretendo esse ano substituir a Ata da Plenária pelo novo formulário de Memória de Reunião.
    a) Faz- se necessário, antes, pedir autorização ao Conselho?

    b) Como será o arquivamento das memórias de reunião preenchidas durante o ano?

    b)As Memórias de Reunião preenchidas no decorrer do ano, continuarão com a necessidade de serem repassadas ao Conselho para aprovação no final do ano?

    Agradeço desde já

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida Eunecyr

      Algumas perguntas já estão respondidas em nosso site em http://www.saf.org.br/memoria-de-reuniao/

      a) Faz-se necessário, antes, pedir autorização ao Conselho?

      Para a SAF mudar para Memória de Reunião precisa que o plenário da plenária concorde. Precisa também saber se o Conselho não se opõe.
      Se concordarem, a decisão é escrita na última ata E ABRE-SE UM LIVRO PARA MEMÓRIA DE REUNIÃO.
      A Memória é lida, é numerada, é rubricada, os nomes das pessoas são escritos na forma correta, é aprovada, é assinada normalmente

      b) Como será o arquivamento das memórias de reunião preenchidas durante o ano?
      A Memória de Reunião deve ser feita de preferência em folha A4 ou Ofício e depois guardadas em sacos de plástico em pasta própria. Quando atingir 50 ou 100 folhas encadernar. Deve começar com Termo de Abertura e encerrar com Termo de Encerramento e as folhas devem ser rubricadas.

      c)As Memórias de Reunião preenchidas no decorrer do ano, continuarão com a necessidade de serem repassadas ao Conselho para aprovação no final do ano?

      Sim, assim como as atas deverão ser examinadas s pelo Conselho.

      Abraço,
      Sandra Gaio

  10. Eni oliveira silva disse:

    preciso do manual mais detalhado para comecar o trbalho com a minha saf e tambem tenho que entregar o titulo de socia benemerita aqui e nao sei como proceder.

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida Eni,

      Em primeiro lugar, já que o trabalho em sua SAF está no início, é importante pedir ajuda à presidente da sua federação sempre que precisar. Alguns pontos e costumes não estão no GTSI e ela poderá auxiliá-la em questões menores. Mantenha sempre contato com ela.

      O GTSI está completo aqui no site logo acima em http://www.saf.org.br/wp-content/uploads/2015/12/GTSI-COMPLETO.pdf

      Sua SAF está começando e você quer dar o título de sócia benemérita a alguém?

      Não temos mais um diploma oficial, cada sócia está fazendo à sua maneira, quer com placa, com diploma, com o broche, etc.

      Temos aqui no site duas sugestões de diplomas. Veja em http://www.saf.org.br/wp-content/uploads/2015/12/MODELO-DIPLOMA-SAF-SITE.pdf

      Abraço,
      Sandra Gaio
      Qualquer outra dúvida entre em contato conosco

  11. Ruth disse:

    Querida irmã, Deus lhe dê o fruto do espírito para responder tantas perguntas.
    Nas gostaria de saber o relatório da presidente de Federação também será encaminhado a comissão para exame ou é só apresentado e aprovado no plenário?

    • Ana Maria Prado disse:

      Querida irmão Ruth, Deus a abençoe
      Quanto ao que pergunta:
      o relatório da presidente de Federação também será encaminhado a comissão para exame ou é só apresentado e aprovado no plenário?
      RESPOSTA:
      No GTSI encontramos:
      Art. 118 – Os relatórios obedecerão às seguintes normas:

      c) o relatório deverá ser aprovado no fórum competente;

      Com base nessa alínea desse e artigo, pode-se dizer que o Relatório da Federação é aprovado no Congresso da Federação, assim que for lido. Como ele é lido para o plenário, e o plenário já se manifesta, as vezes com uma palavra até de aprovação com louvor, ou com destaque sobre o trabalho, ele já foi aprovado.
      Se for para uma Comissão, vai apenas para que as irmãs o apreciem mais e melhor, e até possam sugerir outros projetos e trabalhos, e/ou a continuação de um que foi muito bom e etc, mas não para a aprovação, pois já foi lido e aprovado pelo plenário.
      Um abracinho e que Jesus a ajude em tudo!
      Ana Maria

  12. andreia machado disse:

    gostaria de saber se nao teremos mais circulo apartir de 2016

  13. Rose disse:

    Olá, amadas. Maravilhoso o trabalho, e em muito nos ajudará. Gostaria muitissímo de saber se existe diferença e quais são sobre os planos da presidente – SAF (Art. 49 ‘b”) e os planos e metas.

    Obrigada.

    • MAILCE disse:

      Olá, Graça e Paz.

      Por favor, tira uma dúvida: Uma senhora que não é presbiteriana pode ser sócia da SAF?
      Se essa senhora for membro da Igreja Batista, pode ser sócia da SAF?
      Se uma senhora não estiver frequentando nenhuma igreja, e participar das atividades da SAF, pode ser sócia?.

      Obrigada.
      Maile

  14. Jane Bessa disse:

    Olá irmã, Graça e Paz
    Sou presidente da SAF-Cordeiro-RJ.Nossa dúvida é sobre as irmãs cooperadoras. Não vi no GUIA referência a elas, somente às beneméritas.
    Alguma instrução para nós?
    Grata
    Jane

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida Jane,

      Agora todas são sócias. As beneméritas não são um tipo especial de sócias, são apenas sócias que receberam um título de honra mas estão na mesma categoria de sócia. Se você abrir os slides explicativos preparados pela nossa presidente Ana Maria, poderá ver lá a explicação.

      Abraço,
      Sandra Gaio

    • Jane Bessa disse:

      Olá Sandra
      Muito grata por sua presteza na resposta.
      Creio então que teremos que fazer registro em plenária(Memória da Reunião) de tal alteração.
      Obrigada mais uma vez.
      Graça e Paz!

      • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

        É aconselhável fazer o registro sim Jane. porque o livro de chamada vai mudar assim como a estatística.

        Abraço,
        Sandra Gaio

    • MAILCE disse:

      Olá, graça e paz!

      Teria como me informar com deverá ser o livro de chamada da SAF?

      Obrigada,

      Mailce

      • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

        Querida Mailce,
        O livro de chamada deverá conter o nome de todas as sócias em ordem alfabética (as que forem entrando na SAF terão seus nomes no final da lista até o próximo ano) no lado esquerdo da folha de chamada. à direita dos nomes deverá haver uma tabela com todos os meses do ano onde serão anotadas as presenças de cada uma nas plenárias.
        Abraço,
        Sandra Gaio
        Sandra Gaio

  15. Regina Celia Freitas de Paula disse:

    Louvado seja o DEUS VIVO e VERDADEIRO que tem abençoado de modo especial esta CNSAFs.Parabéns pelo trabalho que vem realizando e pelo GUIA.
    Abraços fraternos

    Regina Freitas – Federação de Bom Jesus do Itabapoana/RJ

  16. Olá! Graça e paz, tire nossa duvida; o guia só vai valer para SAF em 2016, ou já pode ir adaptando alguma coisa?
    Obrigada

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Querida Marta,

      O Guia já está em vigor, no entanto algumas adaptações necessitam de mais tempo para serem feitas, como no caso dos Círculos.
      Abraço,
      Sandra Gaio

  17. Silvana Stacheski disse:

    Gostei das mudanças, vai facilitar nosso trabalho. Parabéns!!!! Que o Senhor continue a abençoar nossas SAFs

  18. valtairdutra disse:

    Quero receber o guia do trabalho da ipb

    • Secretaria de Comunicação e Marketing disse:

      Temos em nosso site para download a parte comum e a parte referente à SAF.
      O ste da UMP disponibiliza o manual inteiro.
      Sandra Gaio

  19. Parabens a todos que doaram o seu precioso tempo e sabedoria na obra do Senhor que esse guia venha nos contribuir melhor desempenho na obra do Senhor

    abraços
    Neide Nascimento
    Presid. Fed safs PRPE –

  20. Doriana Ramos disse:

    Louvamos ao Senhor pelas vidas que se empenharam para esse brilhante trabalho. Que essa ferramenta sirva realmente para o bom desempenho das SI e o nome do Senhor seja glorificado através de cada uma delas em todo Brasil.
    Um abraço,
    Doriana Ramos
    Presd. Fed. Transamazônica-2015