Histórico do Trabalho Feminino da Igreja Presbiteriana do Brasil

 

 

As senhoras, membros da Igreja Presbiteriana de Pernambuco, reuniram-se em uma Associação Evangélica, com o fim de estudos bíblicos e arrecadação de fundos para auxílio aos necessitados e à Igreja, e, no dia 11 de novembro de 1884, houve a reunião de instalação desta Associação, sendo Presidente a Sra. Carolina Smith. Temos aí a primeira SAF.

Após esta muitas outras foram sendo organizadas e hoje, temos Sociedades Auxiliadoras Femininas em todos os rincões de nosso país.

Em 1920 é que pela primeira vez a SAF teve Departamentos; seguindo sua trajetória, em 1921, é criada a primeira Federação, com o crescimento do trabalho as Federações foram sendo organizadas.

Em 1926 é que aparecem os Círculos .

Em 1928 é eleito o Secretário Geral, Rev. Jorge Goulart.

Em 1932 Dona Genoveva Marchant é eleita Secretária Executiva ( Geral ). E é feita nomeação em cada Presbitério, de uma representante entre as mulheres, para se corresponder com ela.

Começam a ser elaborados programas mensais para as Plenárias, que eram enviados para todas as partes do Brasil.

Em 1937 é elaborado o Primeiro Manual do Trabalho Feminino.

D. Blanche Gomes Lício é eleita a primeira Secretária Geral

Em 1941 é realizado no Rio de Janeiro o I Congresso Nacional. Neste Congresso é que fica decidido que o Dia da Mulher Presbiteriana será comemorado no segundo Domingo de fevereiro em homenagem a D. Cecília Siqueira.

Nosso moto foi tirado de palavras de D. Maria Pereira Alves e diz: "Sejamos verdadeiras auxiliadoras, irrepreensíveis na conduta, incansáveis na luta e vitoriosas por Cristo Jesus". Foi em 1949 no Rio de Janeiro

Em 1955, março, através de D, Nady Werner, surge a SAF em Revista, órgão Oficial da CNTF.

Em 1958, durante o III Congresso Nacional é eleita a primeira Diretoria da Confederação Nacional, cuja Presidente foi D. Blanche Gomes Lício. Havia as Sinodais e Federações, a Confederaçào Nacional foi instalada nesta oporunidade.

Até então o lema do Trabalho Feminino era: "Amar e servir", do Congresso de 58 para cá passou a ser "Sê tu uma bênção".

Em 1959 foi realizado o Congresso Unido, por ocasião do Centenário da IPB, era em conjunto com a IPI.

Deus tem estado com o Trabalho Feminino da IPB, já estamos com 115 anos, sempre firmes na fé.

Somos 54 Confederações Sinodais, estamos em todos os Presbitérios, Igrejas e Congregações. Nosso rol de sócias ultrapassa a casa de 55.000 Mulheres Presbiterianas.

Nossas Presidentes através desta história de realizações, foram: Blanche Gomes Lício, Nympha Protásio de Almeida, Wilma Jerusa Pimentel Motta, Célia Goulart de Freitas Tavares, Célia de Ávila Cruz, Eunice Souza da Silva, Niracy Henriques Bueno, Myrthes Silva, Leontina Dutra da Rocha.

Os Secretários Gerais foram: Jorge Goulart, Genevieve Marchant, Blanche Gomes Lício, Cecília Rodrigues Siqueira, Nady Werner, Edith Maia, Celly Morais Garcia, Edna Costa, Josélia Cunha Carvalho, Eunice Souza da Silva.